domingo, 5 de setembro de 2010

Dias de sol lá fora e sombra aqui dentro.

Olá pessoas! Primeiramente quero agradecer alguns e-mails que recebi nessa ausência, obrigada pelo carinho por mim e por esse "cantinho". Ainda não estou de volta como gostaria, tenho tentado "arrumar a vida".
Vivi anos em quatro meses, alguém que amava morreu nos meus braços, terminei meu casamento de oito anos, mudei de casa, de emprego e vivi sentimentos diversos sem ao menos ter tempo de entendê-los, alguns entendi depois.
Os dias são de sol lá fora e de sombra aqui dentro de mim.
Nesses dias sombrios tento buscar forças para tirar o pó dos escombros e ver no meio do entulho o que há de material aproveitável, separar as coisas fazendo uma triagem para jogar fora o que não serve, tirar lições para poder erguer a cabeça e começar tudo outra vez.
"Não me pergunte quem sou e não me diga para permanecer o mesmo". Foucault

sexta-feira, 4 de junho de 2010

Programação para antes e depois da Parada

Gay Day no Playcenter que fica na R. José Gomes Falcão, 20 na Barra Funda. Tel (11) 2244-7529, das 11h às 21h. Passaporte R$ 45,00. Sábado, 05/Jun.
8ª Caminhada Lésbica. Acontece da Praça Osvaldo Cruz até o Boulevard 9 de Julho, 12h, amanhã (05/Jun).Grátis.
Blue Space. Escolha da drag mais bonita. R. Brig. Galvão, 723, Barra Funda. Sábado, 23h. Entrada R$ 26,00.
Bubu Lounge. Show de Silvetty Montilla. R. dos Pinheiros,791, Pinheiros. Domingo, 19h. Entrada R$ 20,00.
A Lôca. Festa Grind. R. Frei Caneca, 916, Bela Vista. Domingo, 19h. Entrada R$ 25,00.
UltraClub. Festa SuperDyke, com Nina Lopes e Chris Vilela. R. Marquês de Itu,284, Centro. Sábado, 23h59. Entrada R$15,00.
The L Club. Final da Parada para as meninas. R. Luis Murat,370, V. Madalena. Domingo, 16h. Entrada R$ 20,00
The Week. "Eterna Festival" com DJ Russell Small. R. Guaicurus, 324, Lapa. Domingo, 15h. Entrada R$ 50,00.
Fonte: Divirta-se.Grupo Estado

segunda-feira, 31 de maio de 2010

Encontro de Blogueiros e Twitteiros Gays em Sampa.

Sexta dia 4 de junho acontece o 1º Encontro de Blogueiros e Twitteiros Gays em São Paulo, o evento que reúne donos de sites relacionados ao tema acontece na semana da Parada do Orgulho LGBT ( marcada para domingo, dia 6).
O encontro acontecerá na Avenida Paulista, 2073, Cerqueira César (Livraria Cultura), das 15h30 às 17h. Grátis. Informações: 3170-4033 ou em http://www.livrariacultura.com.br/
Fonte: Estado de São Paulo

sábado, 8 de maio de 2010

As duas mães de Ruthie

Pensando no post de homenagem ao Dia das mães me lembrei das duas mães de Ruthie:
Na comemoração dos 25 anos da Kenneth Cole em 2008 a campanha que relançava a marca tinha como slogan " Nós todos caminhamos em sapatos diferentes".
A campanha mostrava pessoas reais que viviam vidas de uma maneira não convencional.
Os anúncios impressos foram publicados em importantes revistas nos Estados Unidos, como Vogue e Men's Health.
Na época o vice-presidente sênior do Marketing, Kyle Andrew, disse que o intuito da campanha era mostrar a importância de dar voz aos diferentes.
Nesse anúncio estão o casal de lésbicas Joanna e Nicoletta Tessler e sua filha Ruthie.
Na assinatura do anúncio: 25 anos de pensamento não uniforme.

video

Nicoletta conheceu Joanna em 1997, a cerimônia da celebração da parceria aconteceu em 2004 em Miami, em 2006 aconteceu a união civil em Vermont e a parceria doméstica em Nova York.

Depois de estudarem as opções para terem um filho,com uma "doação aberta" ( que é aquela que permite a criança entrar em contato com o doador quando tiver 18 anos se quiser) de um banco de esperma Joanna deu a luz a Ruthie em maio de 2006.

Vivem em Miami onde Nicoletta é psicóloga e Joanna corretora de imóveis.

Para as mães que "caminham com sapatos diferentes ou iguais", Feliz Dia das Mães.

domingo, 25 de abril de 2010

Ellen DeGeneres

Este comercial é um exemplo de uma tendência dos anunciantes no começo da década, usar celebridades "abertamente Gays" para divulgarem suas marcas. A agência Ogilvy & Mather criou para a American Express em 2004/2005 o comercial que tinha como título "Ellen dance", protagonizado por Ellen DeGeneres. Com o slogan "Minha vida, meu cartão", na narração Ellen diz: "Minha vida é dançar minha própria música e o meu cartão American Express sempre me apoia".

video

Fonte: GLAAD

Páginas de menina


Páginas de menina é um curta que tem como enredo uma história de amor que se passa na década de 50 no interior Paulista, entre uma jovem e uma mulher mais velha.


O filme é delicado e apaixonante, daqueles que vale a pena ver mais de uma vez ( eu já vi três vezes).


Com Vera Zimmermann e Tieza Tissi, o roteiro, direção e produção é assinado por Mônica Palazzo.

quinta-feira, 15 de abril de 2010

"Crônicas de uma guerra anunciada".

Pagamos impostos como qualquer cidadão, mas quando precisamos ser protegidos legalmente não somos cidadãos com direitos iguais aos outros.
A única forma de coibir a discriminação é transformar em lei o projeto que considera crime a discriminação a homossexuais.
A Globo noticiou hoje que a Câmara dos Deputados aprovou o projeto que agora está no Senado. A briga vai ser feia, pois junto com a pressão dos evangélicos e seus senadores está a CNBB que já se mostrou contra e enviou seu advogado a Brasília. A igreja não fica quieta nem quando está vivendo sucessivos escândalos por todo mundo. Há dois dias o número dois da igreja fez declarações que causaram protestos em vários países. As declarações vincularam a pedofilia no clero à homossexualidade. As denúncias contra o clero explodem em várias partes do mundo e mesmo com toda essa confusão e sinais de fraqueza a igreja acha que os sacerdotes pedófilos tem direitos e nós não!
Quanto há alguns (muitos) evangélicos, nem vale à pena tecer qualquer comentário, como no dizer bíblico "não se deve dar pérolas aos porcos". Não tem sentido algum explicar física quântica a analfabeto...
O fato é que não posso ser radical como nossos opositores, então reconheço que há evangélicos e católicos, desde adeptos aos líderes religiosos que seguem com total discernimento os ensinamentos de amor deixados por Cristo e a esses expresso aqui meu profundo respeito. Espero o dia que esses homens sejam a maioria, então saberei que evangélicos e católicos seguem e não só falam o ensinamento maior de Cristo: "Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a ti mesmo".
O próximo de que falava Jesus não era o que tem a mesma crença, as mesmas idéias ou cor, porque amar quem é igual é fácil, difícil é amar quem é diferente.
Parafraseando Gabriel García Márquez no título quis dizer como no livro do mesmo que o que se seguirá daqui para frente não será novidade, sabemos há muito tempo que uma guerra aconteceria pois já tinha sido outrora anunciada.
Cabe a nós pressionar agora o Senado, afinal buscar direitos não é ir à parada gay para dar beijo na boca.

sexta-feira, 9 de abril de 2010

Martina Navratilova

Martina Navratilova, tcheca naturalizada norte-americana é inigualável esportista. Conquistou 167 títulos, sendo 18 em Grand Slam, em 22 anos de carreira. Foram 1.440 vitórias somadas em torneios de simples pela tenista.
Fora a carreira, Martina também esteve nas manchetes por contratar para técnica a tenista transexual Renée Richards e por sua vida pessoal, teve um romance com a escritora Rita Mae Brown e namorou a jogadora de basquete Nancy Lieberman.
Essa semana anunciou que sofre de câncer de mama.
Lembrei-me de The L Word, de como chorei no episódio que Dana morre...
Ironicamente a vida nesse caso está imitando a ficção. Torço que o final seja diferente, que Martina vença seu maior rival.

sexta-feira, 2 de abril de 2010

Feliz Páscoa

Fonte: Google

Eu só quero chocolate




Está chegando a páscoa, época muito feliz para uma chocólatra, pensando nesse prazer que é comer chocolate, lembrei-me de uma campanha que a Cacau Show fez na revista contigo, onde Maitê Piragibe pousou para Laílson Santos. Isso que é persuasão!
Quem não quer chocolate?

quarta-feira, 17 de março de 2010

Transcidadania

O "transexualismo" não é mais visto como doença mental pelos franceses .
A França tornou-se o primeiro país a romper com o compêndio organizado por psiquiatras americanos e seguido pela OMS, no qual o "transexualismo" é classificado como "transtorno de identidade de gênero" enquadrado na categoria das "disfunções sexuais"
Então agora por lá nada de "transexualismo" e sim transexualidade.
A decisão francesa é um avanço, uma verdadeira lição de "transcidadania".

sábado, 27 de fevereiro de 2010

Ariella


Essa semana "passeando" pelos canais de TV, parei como faço frequentemente no canal Brasil.

Fiquei impressionada com uma cena de sexo entre Christiane Torloni e Nicole Puzzi (ambas bem mais novas) em um filme.

Comparando com filmes atuais, a cena era avançada para época, para não dizer "forte".

Comecei a pensar que o filme devia ter causado polêmica, mesmo sendo na fase em que as ditas "pornochanchadas" reinavam, fui pesquisar, lógico que iria querer aquela raridade para minha coleção.

Descobri que não poderia ser diferente. O filme Ariella de 1980 foi baseado no livro de Cassandra Rios "A paranóica".

A obra que inspirou o filme não poderia ser de outra pessoa.

Situação diferente



Enquanto uns "BBB's" envergonham a parte da população que representam, outros fizeram diferente.


Bianca Jahara e Thalita Lippi ( simpatizantes que participaram da oitava edição do programa) se manifestaram a favor da relação entre pessoas do mesmo sexo.


Essa fotografia foi lançada às vésperas da parada gay do Rio de Janeiro em 2008.
Fonte:EGO

Nem tudo que reluz é ouro

Essa edição do Big Brother Brasil tinha tudo para dar maior visibilidade á luta pelos direitos LGBT. Mesmo com três homossexuais assumidos e uma militante da luta na casa, não foi o que aconteceu.
Os representantes da categoria não perceberam a boa chance que tinham.
A quem diga que ninguém pensaria em militância alguma se a questão fosse faturar R$ 1,5 milhão.
Talvez pensar na militância fosse o caminho mais curto para conquistar o público, até porque ninguém poderia acusá-los de estar vivendo uma realidade que só existe no "mundo" externo, já que conviviam com um legítimo representante dos homofóbicos, da espécie troglodita.
Dicesar dizia não ser homem e sim gay.Eu até entendo o que ele quis dizer, mas acho que a grande massa talvez tenha entendido ao pé da letra mesmo, ou seja , um gay não é homem.
Sérginho falou sobre o homossexualismo e não homossexualidade o termo certo, quem sabe ele não acredita realmente que sua condição sexual seja doença, afinal de contas dizer que torce de coração por uma "pessoa" que disputa com seus iguais e que disse que heterossexuais não pegam AIDS no caso dele é renegar a si mesmo, ou muita chapinha próxima a cérebros masculinos afetam os neurônios.
Angélica que falava tanto de sua opção sexual, optou por uma estratégia errada.
Elenita que sempre militou pela causa, saiu dizendo que aprendeu que não deve comprar briga que não é dela e que nem todo gay é legal.
Com as atitudes dos "coloridos" não podemos nem questionar a edição do programa na TV aberta.
Se no começo achavamos que veríamos mais uma vez um homossexual conquistando o povo, a realidade é bem diferente e nos faz lembra nossas professoras de ciências ensinando a evolução da espécie, elas só não disseram que a evolução não foi igual para todos. A "pessoa" que está sendo aclamada pelo povo é a prova que viemos dos macacos.
Tenho feito como muitos e só acompanhado a repercussão na mídia, afinal , já basta ouvir o discurso inflamado da minha irmã na defesa da criatura ou a torcida declarada de um professor da faculdade.
Enfim, pensando nisso lembrei-me de uns provérbios luso-brasileiros:
Nem tudo que reluz é ouro.
Nem tudo que balança cai.
E cabe aqui mais alguns:
Nem todos que estudam são letrados.
Nem todo homem sabe sê-lo.

sábado, 13 de fevereiro de 2010

Super Bowl

O Super Bowl é um ótimo negócio para quem deseja expor uma marca ou ideia. A audiência média é de 90 milhões de pessoas, por isso é também a noite mais importante para a publicidade nos Estados Unidos.
Os valores dos comerciais de 30 segundos chegam a cifra de 3 milhões de dólares (R$ 5,5 milhões aproximadamente).
Domingo passado o país parou para ver o Saints, de New Orleans ficar com o título. Eles mereceram. Aquele touchdown foi inacreditável !!! Mas o fato para registrar é que esse ano os comerciais causaram polêmica. Segundo o jornal "O Estado de São Paulo" a detentora de direitos de transmissão que negocia antecipadamente a venda do espaço vetou um comercial de um site de relacionamento LGBT enquanto confirmou a exibição de outro de uma associação cristã, contra a prática do aborto.
É, tem coisas que o dinheiro não compra...

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Iguais. Isabella Taviani

Composição: Isabella Taviani

No dia em que ela se declarou a cidade inteira silenciou

Todos queriam ouvir a resposta

Águias com seus voos razantes,

urubus a espreita de um pobre instante

Rezando pelo não nas suas costas

E ela cantava o seu amor

Com a sua garganta bran-ca

E ela jurava o seu amor

Com sua garganta San-ta

No dia em que a outra decidiu enfrentar o mundo por aquele amor

Sentiu o peso sobre seus ombros

Pai, mãe, filho, irmãos, amigos e um casamento antigo

Julgamento e seus escombros

Mas elas se amavam tanto

Que já não cabe engano

Mas elas se desejavam tanto

Mesmo o futuro uma tela em branco

Nunca foi tarde demais

O medo, a verdade desfaz

Águias, urubus, julgamentos,fobia, força bruta

Tudo é pouco demais

Código civil, onde se viu, nêgo que enrustiu

Não separa iguais.

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Para rir e refletir


Armário sem portas.Karla Lima e Pya Pêra

Crônicas curtas e leves. Uma autobiografia que foge do estilo que predomina no segmento editorial LGBT.

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Violência doméstica


Foi lançada em Portugual a campanha "violência doméstica entre pessoas do mesmo sexo é crime" em 2008. A campanha desenvolvida pela agência Gemma utilizou-se de cartazes, folhetos e banners, além do website.
Fonte:www.apav.pt/lgbt/

Café da tarde

Fonte:google

The secret

A agência BBDO criou para o grupo Campari o comercial "the secret" na Itália em 2005 com o slogan "Nunca perca uma oportunidade genuína".


video

Fonte:GLAAD